Como a torra do café influencia o sabor da sua bebida?

Tem tudo a ver com a torra do café! Dizem por que café especial não é “forte” suficiente. Será? Descubra agora mesmo!

Você ainda se pergunta por que o café especial é mais clarinho, ou reclama que não é “forte” suficiente? Isso tem tudo a ver com a torra do café e você está prestes a descobrir! Afinal de contas, isso influencia no sabor ou é só para diferenciar da indústria tradicional? O que muda de uma torra para outra? Sendo assim, continue lendo!

O que é torrar o café?

entenda mais sobre o assunto

Primeiro, nem todos sabem o que de fato é torrar café. A verdade é que esse processo é importantíssimo para uma experiência agradável com determinado café. Afinal, para o mestre de torras, é considerado quase uma obra de arte; para cafezeiros, o termômetro dos sabores. Então, vamos ampliar um pouco mais seus conhecimentos, assim você irá entender melhor!

Ainda existe por aí a ideia de que a torra do café é o que transforma o grão do café em pó. Porém, isso na verdade é a moagem. Ops! Talvez você esteja lendo o artigo errado, clique aqui para saber tudo sobre moagem, afinal, ela também influencia muito o sabor da sua bebida! Mas já que está aqui, não custa nada terminar, né?

Finalmente, a torra é o processo que torna o café cru em café torrado, ou seja, o grão maduro é submetido ao aquecimento, com temperatura que pode variar entre 180ºC a 240ºC, sob a supervisão de um profissional: o Mestre de Torra.

Como acontece a torra do café na torrefação

Como os cafés são torrados ao redor do mundo

já ouviu falar da tora nórdica?

As torras de café têm evoluído constantemente, principalmente na medida que o café especial ganha seu lugar de preferência na vida de milhares de pessoas.

Nesse sentido, cada país, estado, cidade e região acaba encontrando o perfil de torra que mais agrada seu público, por isso mostramos um pouco sobre as escolas de torra e o que influenciou cada uma delas em um vídeo no YouTube.

O tipo de torra conhecida como Torra Nórdica, por exemplo, foi desenvolvida na Noruega e se tornou uma referência em torras de café no mundo todo, porém, com influência do Brasil.

No século XIX, a Noruega já trocava mercadorias com o Brasil. Em outras palavras, trocávamos café por peixes das regiões norueguesas. Uma das exigências dos noruegueses era que a matéria-prima da troca fosse cafés melhores.

Inicialmente, a regra era que o melhor café, era o grão com coloração mais escura. Porém, sabemos muito bem que não é assim e, uma questão cultural acabou contribuindo para provar essa informação.

Por uma questão de costumes da Noruega, também pelo clima mais frio, os habitantes sempre gostaram mais de sabores cítricos como, a maçã verde e frutas vermelhas, entre outras. Portanto, através de testes descobriram que a torra mais clara trazia a lembrança desses sabores cítricos para a xícara.

Atualmente, a Noruega é um país de referência em torras claras do café, que valorizam as características da região e do determinado café a ser torrado.

Por fim, as torrefações norueguesas até possuem um lema:

“Eu não faço café para ter gosto de café. Faço café para valorizar as características do terroir, da variedade, da origem, do processo e também do produtor.”

 

 

Por que a torra interfere no sabor do café?

o que acontece na torrefação?

Atualmente, muitos brasileiros ainda acreditam que a cor da torra indicam qualidade e, infelizmente, a comparação de cor é feita nas paletas mais escuras, ou seja, quanto mais escura for a torra, melhor é o café. Porém, não é bem assim que acontece.

Agora, para facilitar seu entendimento, imagine que o grão de café é uma cápsula de açúcar. Em algum momento da vida você já deve ter passado pela experiência de caramelizar o açúcar na panela, certo? Então, observe o que fizemos para comparar o que acontece com o grão de café no processo de torra:

Curiosidades sobre café 100% arábica

Observe que, assim como o açúcar na panela, que passa primeiro pelo estado líquido, depois fica mais amarelado até chegar ao estágio de caramelização, onde existe maior presença de sabor, se não for controlado o tempo do açúcar na panela, ele queimará e resultará em um sabor amargo.

Nesse sentido, na torra do café acontece o mesmo raciocínio. Inicialmente, o processo de torra levará o grão de café a secar toda água ainda existente na composição dele. Em seguida, o grão começará a absorver energia e sua tonalidade mudará de acordo com o aumento da temperatura. Por fim, quando chega em determinado estágio, o Mestre de Torra precisará ter um cuidado minucioso, afinal, do estágio da caramelização perfeita para a carbonização (queima) são milésimos de segundos.

Torrando café especial

A torra do café é uma das etapas finais da produção antes de chegar na sua xícara e colocar em risco todo o processo especial que o produtor aplicou. Afinal, se chegar ao estágio de carbonização, resultará em uma bebida amarga e queimada.

Você sabia que esse é o procedimento que a indústria de café extra forte utiliza? Em outras palavras, esses cafés são submetidos a torras muito escuras para esconder impurezas. E olha, vamos te contar um segredo: é tanta impureza que, às vezes, pode ter café ali. Então, é mais seguro tomar café especial mesmo!

Diferenças sensoriais entre os tipos da torra do café

vai dar até vontade de tomar um café

Tecnicamente, existem três tipos de torra de café: a torra clara, média e escura. Sendo assim, cada uma delas possui suas características de sabor. Além disso, elas podem variar em pontos como: média clara e média escura. Confira:

Infográfico que mostra os tipos de torra do café
  • Torra clara: sabor mais suave, acidez pronunciada e amargor reduzido;
  • Torra média clara: xícara equilibrada, não deixa o café tão ácido nem tão doce Muito parecido com o sabor do nosso café Blend;
  • Torra média escura: corpo e doçura acentuada. Ideal para cafés espresso.

Muito interessante, né? Há algum tempo, promovemos uma experiência de sabor em nosso clube de café por assinatura, o Clube U, e enviamos cafés com diferentes tipos de torras para nossos assinantes perceberem essa diferença. Saiba mais sobre como essas experiências acontecem!

Agora, vamos te deixar por dentro das termologias desse processo e fixar sua importância de entender sobre os tipos de torra do café para sua bebida na xícara. 

Identificando tipos de torra do café pelo Agtron

vai dar até vontade de tomar um café

Para identificar esses pontos de torra, o profissional de torra utiliza uma ferramenta muito simples, o Agtron. Essa ferramenta consiste em um sistema de classificação por cores, ou seja, são discos de várias tonalidades na cor marrom que permite o Mestre de Torra comparar os grãos de café enquanto acontece o processo de torra. Veja como é:

Como identificar os pontos de torra através do Agtron
  • Torra clara: Agtron está entre 75 a 95
  • Torra média: Agtron 55 a 65
  • Torra escura: Agtron 25 a 45

Deu para enxergar essas informações na tabela? Atualmente, esse sistema é o que padroniza os tipos de torras do café a nível mundial! Temos um vídeo que explica os tons de torra pelo mundo, recomendamos assistir para entender melhor do assunto.

Torra de café doméstica feito na pipoqueira

para cafezeiros com alma de cientista

Hoje em dia é uma tendência que vivemos no mercado de cafés especiais. Cada vez mais, consumidores compram café cru, ou in natura, para realizar torra doméstica. Nesse sentido, existem muitas opções de torradores domésticos, mas a dica mais inusitada é: torrar café na panela pipoqueira!

Isso mesmo, aquela pipoqueira não é funcional só para fazer pipoca, serve para torrar seu café também. Inclusive, o procedimento é bem simples. Se liga:

  1. Primeiro, coloque o café cru na pipoqueira;
  2. Agora, coloque-a no fogo e tampe;
  3. Em seguida, movimente enquanto a temperatura aumenta e controle a cor do café visualmente;
  4. Por fim, quando você perceber que o café chegou em uma coloração adequada, tire o café da panela e coloque em uma peneira para resfriar mais rápido.

Você sabia disso? O resultado é bem bacana mesmo! Na verdade, esse é o estágio mais elevado de loucura quando alguém é apaixonado por café. Faça o teste em casa, mas, antes, compre aqui seu café in natura!

Onde comprar café cru para torrar em casa

Onde encontrar cafés de qualidade?

Idealizado por Gabriel Guimarães

Gabriel Guimarães

Iniciou no universo dos cafés ao conhecer Hélcio Júnior, diretor da Unique Cafés, que o convidou para se tornar barista ao perceber a facilidade em comunição e paixão, ao ser atendido por ele em um bar onde o mesmo atuava como bartender.

Cursos & Treinamentos

Curso Cafezeiro Grátis

Aprenda tudo sobre cafés neste curso exclusivo!

Compartilhe com os amigos cafezeiros!

MAIS CONTEÚDO

Aprenda a Fazer Hambúrguer com Cebola Caramelizada com Café

Aprenda a Fazer Hambúrguer com Cebola Caramelizada com Café

INTRODUÇÃO Você já imaginou combinar café com hambúrguer, cafezeiro? Pode parecer inusitado à primeira vista, mas essa combinação tem se destacado na gastronomia contemporânea, trazendo novas experiências de sabor e aroma para pratos clássicos. Neste artigo, vamos...

Guia Completo com 8 Moedores de Café para Ter em Casa

Guia Completo com 8 Moedores de Café para Ter em Casa

INTRODUÇÃO Se você é um verdadeiro apaixonado por café, sabe que nada supera o aroma e o sabor de um café moído na hora. E para alcançar esse nível de frescor e qualidade, é essencial ter um bom moedor em casa. Nesse sentido, com uma ampla variedade de opções...

QUER MAIS?

Todo cafezeiro quer sempre aprender mais! Então fizemos muito conteúdo para você aproveitar! É só pesquisar abaixo:

1 Comentário

  1. Muito t. Obrigado. Excelente comentários.,👏👏👏👏👏👏

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×