Tipos de Leite para Drinks e Latte Art - Unique Cafés

Tipos de Leite para Drinks e Latte Art

Será que todo leite serve para harmonizar com café e fazer latte art? Nesse sentido, hoje vamos explorar os tipos de leite e ver qual deles é ideal para cada momento.

INTRODUÇÃO

Será que todo leite serve para harmonizar com café e fazer latte art? Nesse sentido, hoje vamos explorar os tipos de leite e ver qual deles é ideal para cada momento.

Leite desnatado, integral, de soja e em pó: será que dá certo ou 🐮 MUUUUUUito errado? Descubra agora mesmo!

 

 

Composição do leite

Antes de mais nada, segundo a Embrapa, o leite é uma combinação de diversos elementos sólidos em água. Os elementos sólidos representam aproximadamente 12 a 13% do leite e a água, aproximadamente 87%. Os principais elementos sólidos do leite são lipídios (gordura), carboidratos, proteínas, sais minerais e vitaminas.

 

 

O que é leite pasteurizado?

O famoso leite de saquinho

Primeiramente, o leite pasteurizado é quando o leite recebe um tratamento térmico, chamado de pasteurização, realizado em temperatura menor que 100°C e que pode ser feito de duas maneiras: rápida ou lenta.

Nesse sentido, também podemos classificar o leite pasteurizado em três tipos: A, B e C. Veja a diferença entre eles:

Leite Tipo A:
O leite tipo A é extraído mecanicamente, sem contato manual, e provém de um único rebanho. Ele passa pelo processo de pasteurização na própria fazenda onde é produzido, sem a necessidade de transporte para refrigeração. Isso reduz os riscos de contaminação e resulta em uma menor quantidade de microrganismos no leite.
Além disso, por causa desse processo, o leite tipo A tem um pouco mais de gordura e menos proteína do que o tipo B.

Leite Tipo B:
O leite tipo B pode ser extraído mecanicamente ou manualmente de rebanhos diferentes. Após a coleta, ele é refrigerado e enviado para um centro específico de pasteurização. O leite tipo B é armazenado refrigerado por até 48 horas antes de ser pasteurizado, o que resulta em uma concentração maior de microrganismos em comparação com o leite tipo A. Em outras palavras, ele tem um pouco menos de validade que o tipo A.

Leite Tipo C:
O leite tipo C pode ser ordenhado mecanicamente ou manualmente em diferentes fazendas. Após a ordenha, é transportado sem refrigeração em tanques grandes e, em seguida, passa pelo processo de pasteurização em centros específicos, geralmente custeados pela empresa responsável pela comercialização do produto. Devido ao sistema de produção com menos controle e ao transporte sem refrigeração, o leite tipo C tende a apresentar uma concentração maior de microrganismos.

Para ficar mais claro, os tipos de leite A, B e C, são mais artesanais e normalmente encontrados em embalagens de saquinho no mercado e devem ser consumidos em até 72 horas. Em contrapartida, o leite que você conhece por “leite de caixinha” é tecnicamente o leite UHT (Ultra High Temperature), que passa por outro procedimento. Já vamos te contar os detalhes da diferença entre os dois!

 

 

O que é leite UHT?

O famoso leite de caixinha

Diferente do leite pasteurizado, o leite UHT, também conhecido como Longa Vida, é produzido por meio do processo de Temperatura Ultra Alta de Pasteurização (UHT). Durante esse processo, o leite é homogeneizado e exposto a uma temperatura de 130 a 150°C por cerca de 2 a 4 segundos e, em seguida, resfriado rapidamente a uma temperatura inferior a 32°C.

A pasteurização, que envolve esse choque térmico, é responsável por eliminar as bactérias presentes no leite, garantindo a sua conservação sem a necessidade de refrigeração, daí o nome “longa vida”.

Além disso, o leite UHT é embalado em recipientes assépticos, que impedem o desenvolvimento de micro-organismos (a famosa caixinha). No momento em que a embalagem é aberta, o leite fica sujeito à contaminação, portanto, é recomendável armazená-lo na geladeira e consumi-lo em até 3 dias. O prazo de validade do leite UHT fechado é de 180 dias, sendo a melhor opção para a rotina da cafeteria!

Também podemos dividir o leite UHT em 2 tipos: Integral e Desnatado. Veja a diferença entre eles:

Leite Integral
O leite integral é o tipo mais comum e é utilizado em diversas bebidas à base de café. Ele possui uma quantidade significativa de gordura (cerca de 3,5%), o que resulta em uma textura cremosa e sabor encorpado. É uma excelente opção para latte art, pois a gordura contribui para a formação de espuma densa e duradoura.

Leite Desnatado
O leite desnatado é obtido pela remoção quase completa da gordura do leite, resultando em um teor de gordura de aproximadamente 0,1%. É uma opção ideal para aqueles que procuram uma bebida com baixo teor de gordura. No entanto, devido à ausência de gordura, pode ser mais desafiador obter uma espuma densa e cremosa para latte art.

 

 

Leite de Vegetal e em Pó

Com o aumento da popularidade das opções não lácteas, os leites vegetais ganharam destaque nos drinks e na latte art. Existem várias opções disponíveis, como leite de amêndoa, leite de soja, leite de aveia, leite de coco e outros.

Cada tipo de leite vegetal tem seu próprio sabor e características únicas, o que pode afetar o perfil de sabor dos seus drinks. Além disso, eles são uma ótima opção para pessoas com intolerância à lactose ou que seguem uma dieta vegana. O leite de soja, por exemplo, é produzido a partir dos grãos de soja e água filtrada.

O leite em pó é uma opção moderna de consumo de leite e que gera muita dúvida sobre seus resultados aos baristas.

Ele é desidratado, o que prolonga sua vida útil. Esse tipo de leite é obtido através do processo de desidratação, no qual a água presente no leite, que representa aproximadamente 90% de sua massa, é removida. As fábricas realizam esse processo de evaporação de forma lenta, preservando as proteínas do produto.

   

Resultado de harmonizações com cada tipo de leite

Para ficar ainda mais claro, fizemos um teste que mostrou o resultado sensorial de cada um dos drinks e latte art com cada um dos tipos de leite que citamos acima: integral, desnatado, leite de soja e em pó. Confira!

Leite Integral Notamos que o leite integral é mais volátil na hora de fazer o latte art e, por ser um “leite do dia a dia”, conseguimos controlar melhor. Além disso, percebemos o sabor mais intenso do leite na bebida, a doçura fica mais ressaltada, contrasta bem com o café Frutado.
Latte art com leite integral

Leite desnatado

De fato, na hora de fazer a vaporização e desenvolver o latte art, já sentimos a diferença. O leite desnatado condensa mais rápido, ou seja, separa rapidamente o líquido do creme. Portanto, se você não tiver uma certa agilidade, acaba gerando uma certa dificuldade para fazer o desenho.

Agora, no sabor, notamos uma leveza no sabor do leite e sentimos mais o café. A nota de caramelo do café Frutado, prevaleceu evidenciando mais as sensações de chocolate meio amargo.

Latte art com leite desnatado

Leite de soja

Como já era esperado, o leite de soja não reage tão bem na hora de fazer o desenho, mas não é impossível. Ele também decanta muito rápido, então, se você for testar, vai precisar de um pouco mais de agilidade para fazer.

A textura fica semelhante ao iogurte depois de vaporizado e o aroma é maravilhoso e bem adocicado, lembra a baunilha. O sabor já é impossível compararmos com algum tipo de leite de vaca, realmente é bem diferente e único. Porém, de forma geral o sabor é bem agradável.

Latte art com leite de soja
Leite em pó Diante de tanta curiosidade e dúvida de tantos baristas, fomos corajosos e fizemos o teste para te contar. Notamos que no sabor ele ficou mais aguado e o sabor do leite não se destaca tanto quanto nos outros, mas conseguimos desenvolver a textura e fazer perfeitamente o latte art.
Latte art com leite em pó

Qual deles mais chamou a sua atenção? O mais importante nessa história toda é que o harmonizações com leite e café são sempre bem vindas, principalmente naquele clima friozinho.

Então, que tal aprender diversas receitas? Preparamos uma playlist completíssima de harmonizações de café com leite no YouTube para você. Agora, se você deseja aprender como fazer latte art, também podemos te ajudar em uma outra playlist. Ah! Não se esqueça de compartilhar este conteúdo com seus amigos cafezeiros que amam café como você!

Onde encontrar cafés de qualidade?

Idealizado por Gabriel Guimarães

Gabriel Guimarães

Iniciou no universo dos cafés ao conhecer Hélcio Júnior, diretor da Unique Cafés, que o convidou para se tornar barista ao perceber a facilidade em comunição e paixão, ao ser atendido por ele em um bar onde o mesmo atuava como bartender.

Cursos & Treinamentos

Curso Cafezeiro Grátis

Aprenda tudo sobre cafés neste curso exclusivo!

Compartilhe com os amigos cafezeiros!

MAIS CONTEÚDO

Gaste Menos Café com a Técnica Osmotic

Gaste Menos Café com a Técnica Osmotic

INTRODUÇÃO Você sabia que dá para tomar café por osmose? Fique tranquilo, isso não é ilusão, Osmotic é uma técnica que potencializa o sabor do seu café e quando bem aplicada, faz aquela porção de 10g de café que sobrou, render uma boa xícara para você e seu amigo....

Descubra qual é a melhor água para fazer café

Descubra qual é a melhor água para fazer café

INTRODUÇÃOFazer café com a água da poça a gente já sabe que não dá certo, né!? Brincadeiras a parte, será que qualquer água faz uma boa dupla com o café? Hoje te mostraremos algumas dicas super práticas e simples para fazer o casamento perfeito das duas bebidas mais...

5 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Café e Atividade Física

5 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Café e Atividade Física

INTRODUÇÃO Primeiramente, o café é uma bebida muito amada ao redor do mundo e vai muito além do simples prazer de tomar uma xícara quente pela manhã. Hoje, vamos explorar a fascinante relação entre café e atividade física, desvendando os pontos-chave, discutindo e...

QUER MAIS?

Todo cafezeiro quer sempre aprender mais! Então fizemos muito conteúdo para você aproveitar! É só pesquisar abaixo:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×