Frete grátis para compras acima de R$120 para sudeste e R$299 para todo o Brasil!

O que é café especial?

21/06/2021

INTRODUÇÃO

Fala cafezeiro, preparado para mais uma imersão nesse universo de cafés especiais? Antes de mais nada, em algum momento você já deve ter se perguntado: o que é café especial e café convencional do mercado, qual é a diferença entre eles? Será que é o mesmo produto de sempre com um design mais atrativo e o preço nas alturas? Felizmente, não é bem assim…

Chegou a hora de desvendar esse mistério! Por isso, nosso barista Gabriel Guimarães trouxe, de forma bem simplificada, explicações sobre café especial e o motivo do seu preço ser mais alto que os cafés tradicionais.

Além disso, entender mais sobre o assunto fará com que você se encante ainda mais pelo universo da segunda bebida mais consumida no mundo. Garanto que esclarecerá suas dúvidas e, no final, você ficará empolgado para contar pra todo mundo, durante o café da tarde, o motivo do café especial ser tão fantástico assim! Vamos começar? Para uma experiência completa, leia este artigo até o final ou assista ao vídeo!

Afinal, o que é café especial de fato?

solta ou verbo, barista!

Primeiramente, você precisa compreender que o café é um fruto. Vamos fazer uma comparação para você entender melhor.

Imagine comigo: em uma árvore de laranja, você encontra frutos grandes, maduros e suculentos. Em contrapartida, pode haver frutos mais verdes, pequenos e fora do tempo de colheita, assim também, como pode ter um fruto lá no alto da mesma árvore quase apodrecendo e outros que já estão podres no chão. Conseguiu visualizar? Ótimo!

Pois então, a diferença do café para um pomar de laranjas começa no fato de que os frutos da laranjeira são bem mais fáceis de serem visualizados e de se escolher os maduros. Agora, no pé de café os frutos são pequenos, mais complexos de serem selecionados e, no mesmo galho, você também pode encontrar frutos maduros, verdes e podres.

Fala aí, cafezeiro, você gosta de consumir laranja verde ou podre? Pois é, aqui não tomamos café verde e muito menos podre! Portanto, entenda que café especial, antes de chegar em sua xícara, começa na seleção da fruta madura, o que influenciará totalmente as notas sensoriais da sua bebida.

Além disso, ainda há uma certa complexidade na colheita. Por exemplo, nós estamos em uma região montanhosa aqui da Mantiqueira de Minas, o que torna difícil utilizarmos uma máquina para fazer esse processo. Neste caso, depende de um ser humano para selecionar manualmente esses frutos.

Além disso, há outra curiosidade. O café não é como a banana, ou seja, se você colher a banana antes do ponto de maturação e colocá-la em uma fruteira, logo ela amadurecerá e estará pronta para ser consumida. No caso do café, se o fruto for colhido verde, ele será para sempre verde.

Você já teve alguma experiência de comer uma fruta verde? Não é prazeroso, né? 🤢 O sabor parece ressecar a boca, repuxa nos cantinhos, é azedo demais! Da mesma forma, não é isso que buscamos nos cafés especiais.

Veja bem! O café especial é todo aquele que tem notas acima de 80 pontos na escala de pontuação (SCA) que vai até 100.

Em outras palavras, são avaliados os seguintes atributos:

  • Fragrância/aroma;
  • Uniformidade;
  • Ausência de defeitos;
  • Doçura, amargor, acidez, corpo e sabor residual (retrogosto);
  • Harmonia.

Ficou um pouco confuso? Não se preocupe, depois você pode aprender detalhadamente como os cafés especiais são pontuados clicando aqui!

Por fim, antes de concluirmos esse raciocínio, pense em uma fruta madura que seja completamente amarga. Ok! Vamos esperar.

2.000 mil anos depois… Isso mesmo, não tem! Fruta madura é doce, o mesmo acontece com o café!

Como produzir café especial

como o café chega à sua xícara de forma especial

Como falamos anteriormente, tudo começa no processo de colheita. Então, decidimos compartilhar a nossa vivência com você.

Existem vários tipos de cafés, mas escolhemos essa “variedade vermelhinha” para te mostrar as fases que o café passa até chegar na sua xícara. Assim, você entenderá melhor o que estamos falando. Se liga!

1- Chumbinho (verde e pequenino): esse é o grão que aparece quando começa o período de chuva. O fruto começa a inflar e dá origem ao café verde.

2- Café Imaturo / Verdoengo: você percebe que a coloração mudou, mas ainda não está maduro, não está pronto para ser colhido.

3- Cereja Madura: damos este nome aos cafés que já estão maduros, prontinhos para serem colhidos.

4- Passa / Boia: neste estágio, ainda na árvore, ele já passou do ponto de maturação.

5- Podre: o café já está no chão e passou completamente do seu ponto de maturação. Porém, ainda assim, são aproveitados de alguma forma e vendidos no mercado (cafés comuns de mercado, como tradicional e extraforte).

Veja a imagem a seguir:

Veja as fases do café

Quando falamos na produção de cafés especiais, após colhido, ele passa por um processo artesanal, onde são selecionados os frutos maduros.

Primeiramente, ele é lavado e passa pelo processo da separação por densidade. Em outras palavras, quando o fruto é jogado no lavador, ele os separa por peso. Então, os cafés que foram colhidos além do ponto de maturação (passa/boia ou podre) vão boiar. Por outro lado, as cerejas (fruto maduro) e os frutos verdes permanecem no fundo. Este equipamento, funciona como uma esteira.

Os cafés que boiaram ainda serão analisados sensorialmente. Por exemplo, pode ser que esse, que chamamos de passa ou boia, também seja especial. Já o podre com certeza não será uma bebida especial.

Depois de lavado, o café passa pelo processo de secagem, onde tem a opção de ser feito com o fruto inteiro (café em coco) ou já descascado (existe uma máquina que faz esse procedimento).

O café ficará no sol até secar. Feito isso, se o café estiver nem sua forma natural, ele será descascado e limpo. Em seguida, uma máquina fará o trabalho de tirar os resíduos dos grãos perfeitos, que serão analisados e classificados.

Os resíduos são direcionados à indústria no geral, para serem torrados e vendidos como tradicional e extraforte, principalmente. Acredite, é tanto resíduo que, às vezes, até tem café.

Diferente dos cafés convencionais de mercado, o café especial, depois de limpo e selecionado, é encaminhado para um laboratório de análises sensoriais.

Em seguida, ele será torrado e o profissional dará um laudo técnico. Finalmente, só após a avaliação, o café é direcionado à torrefação, no nosso caso, a Unique Cafés.

Então, ele é torrado, passando por mais análises de remoção de grãos imperfeitos ou que queimaram no torrador, empacotado e enviado para as cafeterias, até que chegue o momento de você degustá-lo sem açúcar (por favor)a.

Diante de tudo isso, vamos deixar você responder: será que o café tem preço ou tem valor?

Como identificar café especial

Cuidado, você pode ser enganado!

Primeiramente, o café especial em grão é torrado da forma mais clara, preservando assim, as notas sensoriais do fruto.

No caso dos cafés convencionais de mercado, os resíduos são torrados de forma excessiva na intenção de que o consumidor não perceba as impurezas. Na verdade, podemos dizer que são carbonizados, deixando uma cor mais escura e ressaltando o amargor.

Afinal de contas, se o fruto já era podre e veio cheio de impurezas, não existe sabor para ser preservado. Então, o café é carbonizado e sempre vem aquela recomendação: use açúcar.

Portanto, uma das formas de identificar a qualidade do café pode ser através da coloração da torra, sendo que o café especial geralmente tem uma torra mais achocolatada e opaca, mesmo após moê-lo.

Fuja do impostor! Assim como o melhor lugar para comprar pão é na padaria, lugar certo de comprar café especial é na cafeteria. Até rimou, mas é a pura verdade.

Dessa forma, você encontrará cafés de ótima qualidade, além de contar com dicas técnicas de um especialista em cafés: o barista. Saiba mais.

Ponto perfeito de torra do café especial

Como preparar café especial

tem que ser especial até o último gole

E aí cafezeiro, o que você está achando dessa imersão? Ainda não acabou!

Para a sua experiência ser completa, você precisa saber o jeito certo de como preparar o café especial em sua casa! Afinal, cada método de preparo ressalta uma nota específica de sabor de cada café, não dá para prepará-lo de qualquer jeito.

Aliás, temos uma playlist super completa de tutorias sobre métodos de preparo com as melhores dicas. Assim, você pode replicar de maneira bem prática e para degustar seu café do jeito que você mais gosta.

Nesse sentido, também precisamos considerar que existem vários equipamentos e métodos de preparo. Diante essa variedade de materiais, nos lembra até aquele famoso jogo: pedra, papel, tesoura!

A gente já cresce achando que pedra quebra a tesoura, a tesoura corta o papel e o papel embrulha a pedra, né!? Mas na hora de preparar café, será que os materiais influenciam no sabor? Tem o melhor ou é tudo uma questão de qual cai e quebra mais fácil? Você pode descobrir o material ideal para você clicando aqui!

Como armazenar café especial

preserve sua bebida

De nada vale gastar tempo e dinheiro escolhendo o melhor café, mas depois de alguns dias a bebida já não é mesma coisa, certo?

Pois é, existem alguns cuidados simples e especiais para mantermos a qualidade dessa bebida incrível!

A algum tempo atrás, a geladeira era muito indicada para o armazenamento café. Isso, devido à ausência de oxigênio que ela proporciona.

Você sabia que o maior vilão de sabor do seu café é a oxidação? Esse processo faz com que o café perca o sabor. Porém, atualmente, não é mais assim.

No caso da geladeira, como há alimentos que tem a tendência de exalar cheiros, como a cebola, seu café absorverá o gosto dela e de outros alimentos que estiverem lá. Nesse sentido, a umidade também é um ponto indesejável no armazenamento, pois pode provocar a fermentação do café.

Ah! Sabe aquele pote bonitinho que você tem em casa, escrito “Café“? Esqueça ele! Ao colocar seu café especial diretamente neste pote, terá um grande percentual de oxigênio e luminosidade, promovendo a oxidação e a perda de sabor de forma precoce.

Finalmente, a melhor maneira de armazenar seu café especial é a própria embalagem dele. Elas são preparadas para isso!

Geralmente, elas são laminadas para conter a temperatura e evitar a luminosidade direta, além das válvulas para tirar o oxigênio e lacres específicos. Então, para você não perder seu pote bonito do café, guarde o café na embalagem original e dentro dele.

Agora, se você quiser uma dica bem detalhada sobre o assunto, clicando aqui, você encontra.

Onde comprar café especial?

conheça os melhores

MAIS CONTEÚDO

O que é Blend de café?

O que é Blend de café?

INTRODUÇÃOJá ouviu falar de blend de café? Sabe de fato o que significa e como pode ser produzido? Então, fica "blendiboa" que você vai desvendar esse mistério do mercado de cafés especiais. O nome pode até parecer complicado e gerar muita confusão para alguns...

Café Descafeinado – Tudo o que você precisa saber!

Café Descafeinado – Tudo o que você precisa saber!

INTRODUÇÃOClaudinho sem Buchecha, futebol em bola, café sem cafeína... Cabia na música, não cabia? Mais ou menos, porque na verdade existe sim, e é dele que vamos falar hoje: tudo que você deveria saber sobre o café descafeinado! Primeiramente, a cafeína é um composto...

Inimigos do café – 7 erros que você já cometeu

Inimigos do café – 7 erros que você já cometeu

INTRODUÇÃOAh... Nada como a força do hábito para nos fazer errar algo a vida inteira sem nem mesmo questionar, né!? Por isso, hoje te apresentaremos os inimigos da HP do  café, ou seja, 7 erros cometidos que geralmente afetam muito o sabor da sua bebida ou até mesmo...

QUER MAIS?

Todo cafezeiro quer sempre aprender mais! Então fizemos muito conteúdo para você aproveitar! É só pesquisar abaixo:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0

×